Cinismo na Filosofia: O que é? Resumo

Definição de cinismo:

Historicamente, o cinismo começou como um movimento filosófico no século 4 aC, que durou até a queda de Roma. Cínicos é o termo usado para chamar seus praticantes.

Ao invés de uma escola de filosofia, cinismo refere-se a um grupo informal de filósofos com certas atitudes e comportamentos não convencionais que ou se chamavam cínicos ou foram chamados por outros.

Um Filósofo Cínico fiel em sua práxis da Filosofia do Cinismo. Ou talvez um mendigo. Ou talvez os dois.
Um Filósofo Cínico em sua práxis da Filosofia do Cinismo. Ou talvez seja um mendigo. Ou talvez os dois.

 

O objetivo do cinismo era atingir arete (grego) ou virtus (romano), uma qualidade que imperfeitamente se traduz por “virtude”. É a força para superar os pensamentos, sentimentos e as circunstâncias de sua vida. Já que Arete era seu objetivo, cínicos desconsideravam convenções sociais e aparência, tornando-os párias: o que teria envergonhado seus contemporâneos não envergonhava os cínicos. A auto-suficiência exigia prática (askesis). Eles precisavam de liberdade e franqueza, que a política anulava. O cinismo clássico é considerado o fundador do anarquismo.

Filósofos cínicos

Antístenes, um associado de Sócrates, é considerado o 1º cínico, fazendo do cinismo um desdobramento do ensino socrático.

O último praticante do cinismo clássico foi Salústio. Outros cínicos são Diógenes de Sinope, Crates de Tebas, Hipárquia e Metrocles de Maroneia, Mônimo de Siracusa, Menipo de Gadara, Bion de Boristene, Cercidas de Megalopolis, Meleagro e Enomau de Gadara, Demétrio de Roma, Demonax de Chipre, Dião Crisóstomo e Peregrinus Proteus.

Exemplo de cinismo: Diógenes de Sínope

Famoso por sua menção elogiosa por Alexandre, o Grande, o ranzinza, Diógenes de Sinope foi chamado kynos – termo grego para o cão – por seu estilo de vida e contrariedade. Foi a partir dessa palavra para o cão que nós temos a palavra cinismo. Diógenes de Sinope, também é conhecido por seu cosmopolitismo, literalmente. Quando perguntado de onde ele era, ele disse que era um cidadão do cosmos (Mundo).

R. Bracht Branham diz que Antístenes ser considerado como o fundador do cinismo foi provavelmente uma invenção antiga; Diógenes, o Cínico foi provavelmente o verdadeiro.


Fontes: Internet Encyclopedia of Philosophy / ThoughtCo

Leia mais Filosofia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *